Stock Car – Corrida do Milhão – A prova

Comecemos, obviamente, pela largada: Como sempre, confusa, ainda mais valendo um milhão de reais! Pilotos escapando nas curvas, carro rodando no S.

Muitos dos ponteiros estavam disputando título e, por isso, não poderiam arriscar muito/tudo na largada. Cacá Bueno perdeu várias posições, mas aparentemente tinha tudo sob controle. A. Khodair, R. Maurício e D. Serra completaram a primeira volta nas primeiras posições. Cacá Bueno, em quarto, ainda era o virtual campeão.

Lico Kaesemodel ficou com seu carro parado na pista, ao tempo em que Thiago Camilo parava nos boxes.

Por conta do acidente, houve entrada do Safety Car. Nisso, a TV mostrava o carro de Raphael Matos batido. Uma pena, pois é um grande piloto e acredito no potencial dele.*

Na abertura da terceira volta o Safety Car saiu da pista. Nova largada. A impressão que tive foi de ver o Rubinho segurando o carro para nem encostar no carro da frente. Precisa perder esse vício. Sobre o campeonato: sem grandes alterações…

Nas posições intermediárias, muita briga, como sempre. Toques sendo distribuídos e… Batida entre Diego Nunes e Tony Kanaan. Tony conseguiu voltar para a pista e, aparentemente, Diego também. A TV mostrou o replay da batida e digo que Tony foi com muita sede ao pote. Está aprendendo a manha da Stock Car já! Drive Through  para Tony Kanaan.

Rubinho apareceu perdendo duas posições para companheiros de equipe: Um dos pilotos jogou seu carro para cima do carro de Rubens e o outro aproveitou. Na Stock pode…

“Será que chove?” A corrida fica um tanto quanto monótona e Sérgio Maurício e Reginaldo Leme tiveram que se virar, dando uma enrolada na transmissão…

Numa das enroladinhas, GC na tela para mostrar a classificação e, com isso, ultrapassagens foram perdidas pela transmissão. Uma pena. Legal a recuperação de posição de Rubens que foi tida como ultrapassagem.

Safety Car na pista. Carro do Vitor Meira estava caindo aos pedaços literalmente.

Cacá Bueno deve ter ficado aflito com as entradas do Safety Car. Valdeno Brito, que também disputa título, encostou no filho do narrador.

Faltando 24 minutos a prova recomeçou. Galid Osman passou Valdeno. Cacá deve ter aberto um baita sorriso…

Barrichello não largou bem e perdeu a posição para Nonô Figueiredo, que disputava o título.

Daniel Serra, numa situação inusitada, questionou sua equipe sobre a necessidade de devolver posição para um dos pilotos que ultrapassou. O piloto que foi ultrapassado foi para os boxes, tudo OK.

Mais uma batida, Safety Car na pista. Dessa vez a batida foi mais forte, mas nada de errado. Sem grandes problemas.

Relargada faltando 17 minutos. Valdeno buscou ultrapassar Galid Osman, mas não conseguiu. Barrichello estava em nono, mas a imagem mostra seu carro em pedaços. Boxes para ele. Trocou dois pneus e volta para a pista.

Allam Khodair disse no rádio que não valia a pena parar. Se parar para reabastecer, é quase certo que perde a corrida, pois Thiago Camilo que está próximo a ele, já parou e teria grandes chances de vitória.

Daniel Serra resolveu parar. Cacá Bueno herda a segunda posição. Disputa fica emocionante, mas por conta das estratégias… Não gosto muito disso.

Cacá Bueno abriu para Galid Osman passar. Fez o certo. Disputar posição era besteira.

Thiago Camilo, enquanto isso, escalou o pelotão. Lembro que Thiago parou e não precisava economizar combustível. Pisou fundo e caprichou nas ultrapassagens.

Khodair, faltando um minuto e meio foi para os boxes. Galid herdou a primeira posição. Cacá tentou ultrapassar Galid. Eu não faria isso. Cacá, no entanto, conseguiu a ultrapassagem de maneira limpa. Não tem como negar, é um grande piloto. Galid fica sem combustível. Nonô Figueiredo tenta a ultrapassagem sobre Cacá no S do Senna, mas não consegue.

Cacá Bueno abriu e parecia ter o título e o milhão nas mãos…

Na reta de chegada, porém, Cacá Bueno perdeu velocidade. Acabou o combustível. Thiago Camilo ultrapassou faltando 200 metros. Thiago Camilo em primeiro, Ricardo Maurício em segundo e Cacá Bueno em terceiro.

Corrida muito bacana. A Stock é assim, tem grandes momentos! É uma categoria que deve crescer a cada prova! As posições finais dos dez primeiros foram:

Thiago Camilo

Ricardo Maurício

Cacá Bueno

Julio Campos

Ricardo Zonta

Duda Pamplona

Denis Navarro

Atila Abreu

Raphael Matos

Antonio Pizzonia

Considerações finais:

Cacá Bueno foi campeão. Merecidíssimo. Muitos não reconhecem, pois tem birra com seu pai. O pai é uma coisa, o filho é outra.

Thiago Camilo ganhou um milhão. Merecidíssimo também. Juntamente com Cacá, o melhor da categoria.

Como disse, Raphael Matos é um cara que tem um baita talento! Chegou em 9°! Talvez a batida tenha influenciado positivamente na estratégia, mas mesmo assim foi um ótimo resultado para o estreante!

Barrichello terminou em 22°. Duas posições a frente de seu companheiro de equipe. Mais uma vez mostra que é um bom piloto, mas precisa de um bom carro.

Arrisco-me a dizer que Rubinho, devido à permissão da Stock para fazer alterações no Setup, mudou seu carro para chuva. Má previsão. Arriscada. Poderia dar muito certo, mas não deu.

Reginaldo disse que há possibilidade do Rubinho disputar o campeonato 2012 da Stock Car em 2013. Será que dá?

André Ribeiro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s